Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

eu sou-Rio

Nas metáforas da vida a que me cabe é ser um rio,
sendo eu este rio caudaloso,
as vezes turvo, as vezes insipido,
cristalino como a pura alma de uma criança ou como alva neve que cobre os montes Chilenos
Um rio que as vezes se suja, se mancha com todo esse barro que chamamos de pecado, mas mesmo que a superfície indique doença é apenas um estado de transtorno, pois em meu profundo continua a bela essência.
Rio que transborda quando alimentado por águas filtradas pelo céu, momento em que minha força invade outros pessoas, onde minha alegria racional é confundida com euforia descontrolada, mas que com o tempo da seca se torna triste e escasso, isso é quando tenho saudade.
Rio cuja as margens portam frondosas árvores, que são pessoas que se achegam pra aprender,  quais são bem alimentadas para que possam traduzir todo alimento em frutos.
Sendo eu, sendo rio, sigo,
pois o que não muda deixa de existir
 e não é estático este
e nem estático sou,
o fluir das emoções surgem assim como surgem…

Lembranças

Este texto só dará certo se você ainda lembrar
Quero voltar na noite em que te conheci Quero voltar e viver as emoções que senti Quero voltar no momento onde toquei tuas mãos E beijei tua face pela primeira vez
Quero voltar no momento onde entrei no teu olhar Quero voltar quando o meu sorriso respondeu ao teu Quero voltar onde disse pela primeira vez: amo você
Deus escreveu nossa história nas linhas do tempo E resolveu publicá-la Em nossos corações
Onde as muitas águas não afogam Onde as chamas não consomem em fogo Onde não se perde com o vento e tempo Onde o homem não rouba nem mata
Acordei com o sabor de lembranças amargas e alegres na boca: Pudim de limão!
É sempre bom lembrar, olhar para trás nos faz comparar passado e presente e ver o quanto amadurecemos, também é bom pra idealizarmos o futuro pra entender o quanto ainda precisamos nos aprimorar, ver e entender todo o desenvolvimento da nossa vida, identificar a gradação de nosso destino e talvez aumentar nossa fé nos sonhos de fu…

Nem toda realidade é verdade

O amor é cego
Deus é amor = Deus é Cego
O amor é cego
Deus é amor
José é  cego = José é Deus Nem tudo que se sente é verdadeiro por apenas o sentir       Nem todas as coisas que sentimentos são verdadeiras, mesmo que sejam concretas e incontestáveis sua veracidade quanto matéria, mas nem sempre como essência. Quando alguém passa por um momento triste, de dor e naquele exato momento esculta alguma música que de alguma forma se identifica com o sentimento, a sensação de tristeza e dor ficam impressas naquela canção e todas as vezes que voltar a escultar aquele mesmo som, vai sentir toda emoção machucando de novo, é real a sensação ruim causada pela música, mas não é verdade que a música é ruim, por mais que ela cause dor em alguém outras pessoas não vão sentir o mesmo, é real, mas não verdadeiro. Daí entendemos amores que vêm e que vão, paixões que se apagam, são reais, mas não verdades e sendo uma lei fundamental da vida: A verdade prevalece
      Poderia afirmar que verdade é subjetiva naq…

Canção de fim do dia

Na resplandecência, luz
O som do infinito, o barulho das estrelas, o amor, o que é bonito

Dispara o grito da paixão
Aparência, sensatez, traz tudo pra mim, quero me descobrir de vez

Esplendor e glória
Majestade, rei, desfalece o império, nasce a nova lei

Realizar a ideia, pratica ação
Nasce a nova ordem, muda, transformação

Força, fortaleza, compaixão, abrigo
Compreensão do ser preenche o vazio

Eu quero mais e mais, eu quero ir além
Romper com meus limites e ser feliz também

Como quem não tocou o céu
E quem o inferno já viveu, quem quer a diferença muda sua crença

Como deixar de acreditar e procurar fazer
Como deixar de esperar e se lançar pra ver acontecer

Hoje já supri minha cota de imaginação
Já me enchi com o vazio dessa solidão

Eu vi a luz da escuridão
Senti o aperto da minha própria mão

Ah! Eu ouvi o som do meu coração
Quer quer descansar... quer descansar